sexta-feira, 2 de março de 2012

Acupuntura e dores orofaciais


As dores na face ocupam uma posição importante em uma parcela considerável da população.
A boca de modo geral e suas estruturas (dentes, língua, músculos e Articulação Têmporo Mandibular – ATM - )  podem ser acometidas e ao mesmo tempo serem causa das dores faciais e compartilham um diagnostico diferencial com as cefaléias.
Um diagnóstico correto é fundamental para se afastar causas mais comuns, como é o caso das dores dentárias, de causas mais complexas que envolvem outras estruturas.
Existe assim a necessidade de avaliação das condições mastigatórias nas quais devemos estimar se estão presentes:
·         Tendência de apertamento dos dentes e/ou bruxismo,
·          Próteses ou restaurações em boas condições de oclusão
·          Cáries e doença periodontal
·          Condições sistêmicas do paciente entre outros.
 Em outras palavras, a necessidade de um diagnóstico é fundamental para o estabelecimento do plano de tratamento e como consequência a indicação de uma terapêutica adequada.
Uma vez determinada a origem e estabelecido o diagnóstico podemos incluir ao nosso arsenal terapêutico, algumas das chamadas Práticas Integrativas e Complementares à Saúde Bucal, como é o caso da Acupuntura aplicada à Odontologia.
 A Academia Americana de Dor Orofacial, cita no Guia de Avaliação, Diagnostico e Tratamento, (Dor Orofacial – Leeuw, R  - 2010 – Quintessence Ed), os benefícios da aplicação das agulhas como sendo comparáveis a outros tratamentos convencionais, ao que podemos acrescentar, com baixo custo e eficácia clinica excelente.
 Nas alterações emocionais que podem acompanhar estas afecções (ansiedade, medo, stress) mais uma vez a Acupuntura auxilia em muito o restabelecimento do  desejado equilíbrio  em busca da melhor resolução, assim como, quando e se há implicações agudas da parte muscular envolvida.
Helio Sampaio Filho, CD


Nenhum comentário:

Postar um comentário