terça-feira, 13 de novembro de 2012

O uso dos Florais no resgate da saúde e da felicidade – Parte II



 

Caminhando com as Essências Florais de Bach

  

        Quando estamos conhecendo e nos familiarizando com os Florais de Bach, temos a impressão de que todos eles se enquadram na nossa necessidade de cura, porém com o tempo e a prática, somos capazes de identificar aqueles que se sobressaem, que se “encaixam” mais à nossa realidade. Além do que, por vezes não é muito fácil identificarmos nossa verdadeira personalidade, assim, é de grande valia pedirmos a opinião de um profissional ou de uma pessoa que não esteja emocionalmente envolvida conosco, com a finalidade de encontrar a essência adequada para aquele momento.

 

Algumas dúvidas frequentes:

 

        Se escolhermos os Florais de Bach "errados", eles poderão causar danos?

 

        Não. Se a escolha for inapropriada, simplesmente não farão efeito. Eles poderão ser administrados juntamente com outras medicações alopáticas ou homeopáticas, sem contra indicações.

 

        Por quanto tempo devo tomar os Florais de Bach?

     

        A duração do tratamento para se obter um efeito perceptível varia de acordo com cada indivíduo e com as circunstâncias. Entretanto, as pessoas ao seu redor notam as diferenças muito antes. Geralmente as mudanças vão ocorrendo de forma natural, as quais as pessoas vão ajustando-se gradualmente.   Frequentemente, após tomar um frasco por um mês, aparecem outros aspectos da personalidade a serem analisados e tratados, sendo que outra combinação de Essências Florais poderá ser necessária.

 

       As Essências Florais de Bach e seus usos:

 

      As Essências Florais de Bach são utilizadas para o tratamento dos estados mentais ou sintomas da alma em desequilíbrio que, segundo o Dr.Edward Bach, podem ser as causas das doenças físicas. Vamos apresentar as Essências Florais em ordem alfabética com os respectivos padrões negativos ou sintomas específicos a serem tratados:

 
      AGRIMONY -  tortura mental oculta por um rosto alegre.

      ASPEN - medos e preocupações de       origem desconhecida.

      BEECH - intolerância.

    CENTAURY - vontade fraca e submissão.

      CERATO - busca por conselhos e confirmação dos demais.

      CHERRY PLUM - medo do descontrole mental.

      CHESTNUT BUD - dificuldade em aprender com os erros do passado.

      CHICORY - possessividade, apego.

    CLEMATIS - falta de interesse no presente, sonhador.

      CRAB APPLE - sentimentos de impureza, aversão a si mesmo.

      ELM - sobrecarregado por obrigações, desanimado momentaneamente.

      GENTIAN - desânimo, desalento.

      HORNBEAN - cansaço mental, dificuldade de enfrentar rotina diária.

      IMPATIENS - impaciência.

      LARCH - falta de confiança. 

      MIMULUS - medo de causa conhecida.

      MUSTARD - desânimo profundo sem causa conhecida.

      OAK - exaustão sem desanimar.

      OLIVE - falta de energia, convalescência.

      PINE - culpa, auto reprovação.

      RED CHESTNUT - medo ou excesso de preocupação com os outros.

      ROCK ROSE - terror, pânico.

      ROCK WATER - inflexibilidade, auto repressão, auto negação.

      SCLERANTHUS - incerteza, indecisão.

      STAR OF BETHLEHEM - traumas, efeitos posteriores aos traumas.

      SWEET CHESTNUT - angústia mental extrema.

      VERVAIN – princípios e ideias fixas, excesso de entusiasmo.

      VINE - dominador, inflexível.

      WALNUT - proteção notar mudanças e influências externas.

      WATER VIOLET - orgulhosos, afastados, vivem de forma privada.

      WHITE CHESTNUT - pensamentos obsessivos e preocupantes incessantes.

      WILD OAT - incerteza sobre direcionamento de vida.

      WILD ROSE - resignação com uma situação desagradável, apatia.

      WILLOW - ressentimento, auto piedade, amargura.     

      RESCUE REMEDY - emergencial, para situações de stress, notícias ruins, acidentes, etc.

 

 

      Florais de Bach mais usados em consultas odontológicas

    

      É muito comum algumas pessoas apresentarem medo ou até mesmo pânico quando necessitam passar por um atendimento odontológico. Nestes casos geralmente prescrevemos Mimulus e/ou Rock Rose com bons resultados.

 Alguns podem apresentar medo devido à situações traumáticas passadas. Nestes casos acrescentamos Star of Bethlehem à fórmula.

 Na remoção de hábitos como bruxismo, sucção de dedo ou chupeta, também podemos nos beneficiar do uso das Essências Florais tratando das respectivas causas ligadas às personalidades e histórico familiar. Os Florais também podem ser usados para tratar os sintomas que levam à náuseas, ajudando nas moldagens para confecções de próteses. Quando borrifados nos ambientes, trazem harmonização para os mesmos.   

 

      Num momento em que a Terapia Floral se consolida como uma Prática Integrativas e Complementar à Saúde, resta-nos citar este texto do nosso grande mestre :

 

      Existe um Grande Projeto por trás do mundo físico dos seres vivos. Um Grande Projeto e um Grande Arquiteto.   Edward Bach.

     

Leituras Recomendadas.

     Bach, Edward. Cura-te a ti mesmo. Editora Pensamento, São Paulo.

     Barnard Julian, Remédios Florais de Bach, Forma e Função. Prol Editora Gráfica Ltda, 2012, São Paulo.

     

    



2 comentários: